sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Sobre a Indiferença

 
 
 
 
 


Por que eu me sinto tão idiota às vezes? Por que às vezes eu me sinto uma completa idiota? A impressão que dá é que só eu tento fazer a coisa certa. O problema é que não dá resultado algum. Vou parar de tentar e ver o que acontece. Sério, vou parar. Vou parar de me preocupar, de tentar deixar tudo bonitinho pros outros, de muitas vezes deixar de lado o que eu quero pra que você as outras pessoas estejam bem. Vou parar agora mesmo. Fico me perguntando: alguém abre mão de alguma coisa pensando em mim? Não.

Desculpe, estou com raiva agora.

Me desculpe, mas não consigo agir como se nada tivesse acontecido se alguma coisa de fato aconteceu. Minha mágoa foi porque eu tinha me preocupado tanto com você e você não teve a menor consideração. Mas deixa. Eu preciso aprender. Olha, tem muita coisa no mundo que eu não entendo, mas quer saber o que realmente não entra na minha cabeça? Como pode uma pessoa saber que te deixou triste e simplesmente não fazer nada quanto a isso? Se eu sei que deixei alguém chateado por uma atitude minha é evidente que vou procurar a pessoa, ligar, fazer alguma coisa. Jamais vou ficar quieta, na minha, sem saber o que a pessoa tá pensando ou sentindo. Se tá chorando ou com raiva. Além disso, tem o essencial: vou querer consertar. Ainda mais se a mancada foi minha. Agora me pergunto: como pode alguém cruzar os braços e deixar rolar? O que adianta dizer que eu gosto muito de você, que você é mega importante pra mim se eu te deixo triste e não faço nada pra mudar isso?

 

Pior ainda é dizer nem-sei-direito-porque-você-está-com-raiva. Poxa, não sabe?  Ei, em que mundo você vive? Se eu sei que você está triste vou querer saber o motivo, te ajudar, te deixar feliz. Não vou conseguir simplesmente passar um dia inteiro sem saber o que aconteceu. Por mais que eu me ame, me adore e ame minha própria companhia eu me importava demais com você, e ainda não consigo te ver mal com alguma coisa. Mas parece que essa sou eu. E parece que só eu não sei nada da vida ainda. Mas tudo tem seu tempo, e em algum momento eu irei aprender a não me importar com mais nada que lhe diz respeito.

 

 

 

PS: Esse texto não é meu, tomei a liberdade de fazer algumas modificações, porque achei muito a minha cara neste momento.. É só como eu me sinto, nada mais.

 
 

0 comentários:

Postar um comentário