sexta-feira, fevereiro 18, 2011

No dia em que eu saí de casa...




   Não, não tem nada a ver com aquela música sertaneja " No dia que eu saí de casa minha mãe me disse.. lalala ♪ "  Tá, eu só estou fazendo um pouco de graça, mas é sério. Eu briguei feio com meu pai no dia anterior a esse dia que eu saí de casa, decidida a não voltar, a não voltar para casa, e nem para lugar nenhum,eu estava decidida mesmo a dar um fim na minha vida. Quem nunca pensou em suícidio, levanta a mão? Tá, eu sei muita gente levantou, né? E está achando que eu sou louca e tals, e sei lá mais o que, mas só eu sei como foi a tal briga e como eu me senti um lixo daqueles que nem os cachorros vira-latas que passam pela rua querem mexer. E aí não consegui dormir, fiquei pensando em tomar água sanitária com sabão em pó, porque atualmente veneno de rato não tá mais dando jeito nessas coisas. Aí acabei não fazendo nada disso. Como vocês já devem ter percebido, eu não me matei' (risos) Mas não foi uma coisa que eu desisti fácil de fazer não. Fiquei pensando em vários jeitos, mas não tive coragem de acabar com a minha vida. Porque até para se matar é preciso coragem. E eu sou uma das pessoas mais medrosas que eu conheço, então, me levantei da cama umas 05:30 da manhã e fui para a rua pensar no que fazer, e é aí que vem a melhor parte de toda a minha loucura.. Andei, andei, andei, até cansar e parei, você não adivinha onde.. Na porta de uma igreja e fiquei lá por horas e horas chorando, até que JESUS tocou meu coração. E foi como se eu ouvisse ele falando comigo, " Para de idiotice, que você não precisa querer morrer por causa de uma briguinha e por umas coisinhas que você ouviu, ou você acha que eu não ouvi um monte de coisas absurdas? E nem por isso eu desisti, cadê a sua fé? " E nessa hora eu pensei onde estava a minha fé. Fiquei ali sentada naquele banco, envergonhada, por ter pensado em desistir de viver, por uma coisa tão mesquinha: uma briga. No dia em que eu saí de casa, pensando em me matar, eu tive a melhor lição da minha vida, e agora nada me fará abaixar a cabeça, nunca mais. Eu prometo!

2 comentários:

Lêh Dantas disse...

Eu simplemesmente gostei muito dessa!
Fé! Muitas vezes a esquecemos, mas ela está lá guardadinha, basta procurar ;]
adorei a postagem.
bjos

tamii macedo disse...

que bom qe gostou Lêh,
a fé é verdadeiramente esquecida muitas vezes, mas é está mesma fé que nós "achamos" quando mais precisamos.
Bjo

Postar um comentário