segunda-feira, dezembro 27, 2010

Ela continua esperando.









Ela ainda pensa nele, no abraço forte dele, no beijo cheio de sentimento, em como tudo se encaixava perfeitamente, e principalmente no quanto eles achavam que se gostavam. E eles se gostavam, talvez não o tanto que imaginavam, mas eles se gostavam de verdade, e todo mundo percebia. E foi aí que começou a incomodar algumas pessoas, e quando incomodou, as pessoas começaram a falar e eles fracos não aguentaram e preferiram se separar. Talvez ela tenha sido mais fraca que ele. Mas ele também não foi tão forte quanto ela pensava. No primeiro momento, em um certo desentendimento, ele deixou alguns pensamentos errôneos tomarem conta do seu coração, sem necessidade. E aí acabou. E cada um foi para o seu lado, como é de costume. Mas quando ela encontra ele, volta tudo à tona, e um pensamento fica corroendo por dentro. Será que ela deveria ter tentado, e enfrentado tudo e todos? Mas e se depois de tanto esforço, não desse certo, como ela ficaria? Afinal, era ela a invasora, alguém que entrou na vida dos outros sem ser convidada e sem ser bem vinda. Era ela quem mais sofreria. E ela cansou de sofrer. Por isso ela hoje acredita que talvez tenha sido melhor se afastar e esperar o sentimento morrer. E ela continua esperando. E espera conseguir, porque embora seja difícil matar alguém que está vivo, é importante que ela o faça, pelo menos em seu coração.

2 comentários:

Lêh Dantas disse...

Eu li essa texto, e me lembrou de algo que aconteceu cmg.
entrei na vida de alguem sem ser convidada, sofri, mas o sentimento foi maior que tudo o que falaram, tudo o que passou, então eu lutei, e não me arrependo, porque hoje sou feliz ao lado da pessoa que mais amo *-*

Gostei do texto de verdade, sucesso p vc tmb *-*
beijos ;*

tamii macedo disse...

ah Lêh, que bom que com você deu certo, comigo não' :S

Que bom que gostou do texto/ fico muito feliz mesmo'
Sucesso sempree'
BjO

Postar um comentário